Pular para o conteúdo principal

Postagens

LULA E A POLÊMICA DA DECLARAÇÃO DA ONU

Postagens recentes

O "ENCANTO" DE JAIR BOLSONARO COMEÇA A CAIR

O "favorito" das pesquisas, Jair Bolsonaro, começa a mostrar a que veio.

O "mito", que parecia, aos olhos dos midiotas e sociopatas, o "mais preparado" (sic) para governar o país e, em tese, com caminho certeiro para o Palácio do Planalto, estava mais para "pagação de mito".

Se Bolsonaro parecia mais "contido" no primeiro debate de presidenciáveis, pela TV Bandeirantes, no segundo, pela Rede TV!, ele se revelou.

Ele não escondeu seu caráter antipopular e misógino ao dizer que "não empregaria mulheres e homens pagando o mesmo salário".

Dentro daquele jeito grosseiramente dissimulado, Bolsonaro tentou abafar dizendo que "existem mulheres competentes".

Talvez ele estivesse se referindo a Janaína Paschoal ou Joyce Hasselmann, seguidoras do "mito" (a segunda é pré-candidata pelo partido dele, o PSL, a deputada federal por São Paulo), mas aí é com ele.

Bolsonaro bancou o arrogante numa cerimônia de formatura de…

O ARRIVISMO E A BANALIZAÇÃO DO ERRO

TEM GENTE QUE CHUTA O OUTRO ACHANDO QUE ESTÁ MARCANDO UM GOL.

O recente fenômeno de Jair Bolsonaro, com sua perigosa ascensão na corrida presidencial, revela uma falha gigantesca no Brasil.

Bolsonaro continua como favorito nas pesquisas num cenário sem Lula, mesmo cometendo gafes, injúrias, burrice, arrogância e autoritarismo através de seus atos e ideias. Isso é assustador.

Os erros gigantescos não impedem que Bolsonaro adquira perigosa vantagem nas pesquisas, num país em que os "heróis" não cometem acertos, antes se promovendo às custas de escândalos.

É a consagração da chamada banalização do erro, quando erros graves são insuficientes para abalar reputações, mas, pelo contrário, acabam impulsionando a ascensão de muitos deles.

A década de 1990 foi um celeiro do que se conhece como arrivista, ou ao menos o tipo principal de arrivista, que primeiro busca algum espaço social se ascendendo com um erro, para depois bancar o certinho, sem se arrepender de verdade dos deslizes c…

OS PRESIDENCIÁVEIS QUE VÃO CONTINUAR O GOVERNO TEMER

GERALDO ALCKMIN, JAIR BOLSONARO E HENRIQUE MEIRELLES - ELES ASSUMEM CONTINUIDADE DO PROJETO POLÍTICO DE MICHEL TEMER.

O jovem que não gosta de Michel Temer, vale um conselho de amigo.

Evite votar em Jair Bolsonaro e seus familiares e aliados.

Eles mantém um compromisso com o projeto político do presidente Michel Temer, com suas propostas antipopulares.

O legado de Temer, de acordo com o que confirmam as reportagens de diversas fontes, é representado por, pelo menos, três candidatos: Geraldo Alckmin, Jair Bolsonaro e Henrique Meirelles.

Nem estamos falando dos genéricos Álvaro Dias e João Amoedo, em relação a Alckmin, e o Cabo Daciolo, em relação a Bolsonaro, ou Marina Silva, por parecer mais flexível.

Geraldo Alckmin forneceu a logística governamental para o presidente Temer e tem como um de seus feitos abrir caminho para Alexandre de Moraes virar ministro do Supremo Tribunal Federal.

Outro é o banqueiro e dublê de economista Henrique Meirelles, que se mantém afinado com os retrocesso…

COM CANDIDATURA REGISTRADA, LULA DESPERTA REAÇÕES DA DIREITA

Ontem o Partido dos Trabalhadores, na pessoa da presidenta Gleisi Hoffmann, entregou os documentos exigidos para o registro da candidatura de Lula à Presidência da República.

Preso na sede da Polícia Federal em Curitiba, Lula tenta o terceiro mandato. Ele foi preso em abril último por supostas e duvidosas acusações de ser dono de um triplex do Guarujá, que teria recebido de presente da empreiteira OAS, segundo uma estória muito mal contada.

Gleisi estava acompanhada de ativistas e políticos de esquerda, principalmente Fernando Haddad, vice oficial da chapa, e Manuela d'Ávila, que se ofereceu para ser vice de Haddad caso Lula seja impedido de seguir a candidatura.

A ex-presidenta Dilma Rousseff também esteve presente no evento.

A direita, indignada com o ato, resolveu reagir.

Comecemos na ordem das reações.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, foi escolhido como relator da análise da candidatura de Lula.

Notório opositor de Lula, Barroso pode indeferir …

LULA REGISTRA HOJE CANDIDATURA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Mesmo preso em Curitiba, Lula terá oficializada, através da ação de seus representantes, sua candidatura à Presidência da República hoje.

Convertido em um personagem digno de tragédia de Franz Kafka, ao ser preso por uma simples fofoca - o risível caso do triplex do Guarujá - , Lula é um dos líderes políticos mais populares e prestigiados do mundo.

É respeitado pelas autoridades estrangeiras mais conceituadas, mas, diante do provincianismo típico de nosso Brasil, aqui Lula é desqualificado por conta de uma elite que, olhando para seu umbigo, se acha "mais influente".

A sociedade reacionária brasileira, com seus heróis e vilões, impõe suas fantasias acima da realidade e tentam manipular os destinos de nosso país conforme suas vontades.

E aí, dane-se o mundo, o que vale é apenas o padrão de compreensão (ou incompreensão) dado pela "boa sociedade".

Já imagino o valentonismo da Band News, com José Simão e Ricardo Boechat caindo nas gargalhadas porque Lula, mesmo preso…

VOTO NÃO DEVE SER VISTO COMO BRINCADEIRA

DEPENDENDO DO MAU USO, O BOTÃO DE CONFIRMAÇÃO DO VOTO PODE TER A FUNÇÃO DE UM DETONADOR DE BOMBA.

Evidentemente, ser jovem num tempo hipermidiático como o Brasil é o mesmo que ser narcisista.

É, ao mesmo tempo, intransigente e imprudente, se precipitando em seus atos e opiniões.

Entende-se como "jovem" não apenas os adolescentes, mas aqueles que, mesmo no começo dos 40 anos, são movidos a algum impulso emocional mais provocador e a alguma vitalidade social.

O comportamento equiparado à juventude se efetiva, em média, até os 50 anos de idade. Se bem que estão cada vez mais comuns pessoas com mais de 65 anos com impulsos comportamentais adolescentes.

Em todo caso, são pessoas que nasceram, mais ou menos, de 1974 para cá, e possuem um padrão básico de comportamento que envolve idealismo ou teimosia, algum vigor emocional e um instinto de desafio e provocação.

Dito isso, se vê o quanto a rebeldia, neste caso desprovida de causa, existe numa parcela de jovens que teima em votar e…