Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2018

MAIS UMA VEZ O PRAGMATISMO CARIOCA PAGA A CONTA

É lógico que o PMDB carioca hoje é, na verdade, um covil de "cachorros mortos" da política brasileira.

As prisões de vários membros do primeiro escalão do partido no Rio de Janeiro, incluindo Sérgio Cabral Filho e, ontem, o também ex-governador Luiz Fernando Pezão, em virtude da Operação Lava Jato, são feitas por critérios muito duvidosos, como é de praxe nesse processo.

É certo que também estão no embalo do desgaste político, independente de serem presos ou não, outros membros do cenário político de Cabral e companhia, que incluiu até os ex-PMDB Eduardo Paes e Carlos Roberto Osório.

Há muito o que questionar na incriminação ou denúncia desses políticos, não por eles serem figuras admiráveis, muito pelo contrário. É por causa da forma como eles são denunciados, investigados, presos ou condenados, feita ao arrepio dos princípios do Direito.

Dito isso, independente dessas questões o que se vê é que o PMDB carioca de dez anos atrás, símbolo do pragmatismo carioca promovido à p…

POLICIALESCO NA TV É CULPADO PELO INGRESSO DE MENORES AO CRIME

Situação dramática no Brasil de hoje.

O deputado federal Jean Wyllys, que foi colega meu na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom-UFBA), está recebendo ameaças de morte.

A ONU, cada vez menos ouvida pela plutocracia brasileira, exigiu que Wyllys recebesse proteção policial, para evitar que sofresse atentado similar ao que matou a colega do PSOL, Marielle Franco.

O Brasil passou do 10º para o 9º lugar entre os países do mundo com maior desigualdade social, conforme o levantamento da ONG Oxfam International, de origem inglesa.

Para piorar, o Brasil é o primeiro colocado entre os não-africanos no ranquim, e o segundo dos BRICS nesta situação. A África do Sul, primeiro colocado da lista geral, é também o primeiro relacionado a este bloco.

O ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Antônio Palocci, hoje traidor dos antigos aliados, foi condenado a prisão domiciliar pela delação premiada, incluindo um estranho depoimento feito para enfraquecer a vantagem eleitoral …

ESCOLA SEM PARTIDO É O MACARTISMO BRASILEIRO, LITERALMENTE

O macartismo ameaça ser introduzido oficialmente no Brasil.

Ele tem seu nome: ESCOLA SEM PARTIDO.

Um projeto pedagógico que se diz "contra ideologias", mas estabelece um padrão ideológico, ultraconservador, reacionário e obscurantista.

Quem conhece História - matéria que, pelo jeito, vai desaparecer com esse "novo" projeto - sabe o que foi o macartismo.

Ele foi uma campanha anticomunista comandada pelo senador do Partido Republicano Joseph McCarthy, nos EUA, durante a primeira metade da década de 1950.

A campanha consentia em denunciar qualquer cidadão nos EUA que supostamente estivesse associado a atividades "comunistas".

Era a época da Guerra Fria e qualquer um que praticasse um mínimo de progressismo era considerado "suspeito".

De Charles Chaplin a Lena Horne, um sem-número de famosos também foi enquadrado na chamada "Lista Negra de Hollywood".

Havia também a operação Red Scare ("Pavor Vermelho"), que estimulava a dedurag…

"COROAS" ESTÃO ENTRANDO CADA VEZ MAIS NA FACULDADE

Numa época em que pessoas com mais de 50 anos se demonstram cada vez mais imaturas e com impulsos adolescentes tardios, mas intensos, uma boa notícia acontece no Brasil.

Pelo menos, boa parte desse pessoal está entrando na universidade.

Segundo levantamento do Quero Bolsa, plataforma da Internet que se dedica à inclusão de estudantes do ensino superior, em 2017 73.048 brasileiros com 50 anos ou mais ingressaram nas faculdades.

62% dos estudantes dessa faixa etária optou pelo ensino à distância, mas é animador que 38% têm condições de encarar o ensino presencial.

Dois famosos já declararam que cursam faculdade depois dos 50 anos, o roqueiro Leoni, ex-Kid Abelha, e a modelo e empresária Luíza Brunet.

Para os brasileiros comuns analisados pela pesquisa, tanto o ensino presencial quanto o remoto oferecem vantagens.

No caso do ensino remoto, há a flexibilidade de horário e as baixas taxas de mensalidades, além da economia de dinheiro para deslocamentos, no caso de quem não tem condições p…

O CASO SURREAL DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO DE JAIR BOLSONARO

Por breves momentos, o governo Jair Bolsonaro quase conseguiu minimizar sua tragicomédia de erros, a menos de dez semanas de se iniciar.

Cogitou-se a escolha de Mozart Neves, ligado a Vivianne Senna, irmã de Ayrton Senna e responsável pelo instituto com o nome do falecido corredor, que tinha um perfil mais técnico.

Por ser contrário a Escola Sem Partido, a trevosa proposta pedagógica a ser votada no Congresso Nacional na próxima quinta-feira, Mozart foi descartado.

E aí foi escolhido o colombiano naturalizado brasileiro, Ricardo Veléz Rodriguez, professor da Universidade Federal de Juiz de Fora, da cidade onde, ironicamente, o presidente eleito sofreu um atentado.

Isso porque ele é anti-marxista convicto, ultraconservador de carteirinha e que pretende proibir o debate sobre "ideologia de gênero" nas escolas em geral.

Dois dados surreais.

A exemplo do "diplomata" Ernesto Araújo, o lunático futuro ministro das Relações Exteriores que disse que o aquecimento global é…

SALVADOR INVESTE EM NOVA AVENIDA. E NITERÓI, CADÊ A NOVA AVENIDA RIO DO OURO-VÁRZEA DAS MOÇAS?

Reportagem do jornal A Tarde comprova: Salvador não para de investir em novas estradas visando melhorar o trânsito e a mobilidade urbana.

Desta vez é o ambicioso projeto da Av. Vinte de Nove de Março (nome que homenageia a data de fundação da capital baiana), cuja terceira etapa de obras foi concluída anteontem.

A avenida, conhecida como a "Linha Vermelha soteropolitana", tende a ligar o bairro de Piatã, na orla próxima a Itapuã, ao trecho da rodovia BR-324 em Águas Claras.

Há um estudo para ver se a avenida se prolonga até Paripe, no subúrbio ferroviário. A terceira etapa custou R$ 78,3 milhões e foi investida pelo Governo da Bahia.

O atual projeto, ainda incompleto, corresponde mais ou menos como se, no Rio de Janeiro, se fizesse uma nova avenida ligando o Pontal - final do Recreio dos Bandeirantes - a Irajá, passando sobre Vargem Grande e Deodoro.

Enquanto isso, em Niterói, cidade que comemorou mais um aniversário há três dias, não há uma notícia sobre a nova avenida Rio …

E SE VOCÊ PRECISASSE APAGAR SUAS TATUAGENS?

É claro que não se deve ter preconceito contra tatuados, cabendo a todos nós aceitá-los socialmente da maneira mais ampla possível.

Mas o modismo tem prazo de validade, e há muito perdeu aquele sabor de diferença, novidade e vanguarda que havia antes.

Diante de tantos noticiários da mídia popularesca - é o tal "popular demais", o brega-popularesco - vê-se que as pessoas tatuam tanto que, hoje, ser diferente e ousado é não ter tatuagem.

Subcelebridades, cantores bregas e até criminosos usam e abusam de tatuagens. Aqui e lá fora, as "musas" que ficam mais tatuadas se tornam menos atrativas.

Há exceções, que cabem mais a uma tatuagem dentro do contexto ou o uso de tatuagens discretas. Mas aí não é a tatuagem como um fim em si mesmo, transformando o corpo humano em um mural.

O que me chama a atenção é o contexto que, nos EUA e no Brasil, mais se utilizou tatuagens.

Nos EUA, foi a época do macartismo, na primeira metade da década de 1950. O imaginário popular fez com q…

A PROPAGANDA 'FUCKER & SUCKER' DA PETROLEIRA TOTAL

Há quatro anos, um comercial passava na televisão, pelo menos a Rede Globo, com uma dublagem tosca.

O comercial, em si, é sofisticado, mas é estrangeiro. Transmitido no Brasil, passou com uma dublagem tipo "Fucker & Sucker".

Para quem não sabe, "Fucker & Sucker" era um quadro do Casseta & Planeta que, tal como o Bruce Kane de Chico Anysio, tirava sarro com as dublagens que não conseguiam sincronizar as palavras da tradução brasileira com os movimentos labiais dos personagens dos vídeos originais.

O comercial é da petrolífera Total, então desconhecida dos brasileiros, e cuja sede é na França.

A peça publicitária seria uma tentativa de, no mundo inteiro - ela foi transmitida em vários países - melhorar a imagem institucional na companhia, abalada no mundo capitalista.

Via o comercial durante o desjejum enquanto meus pais viam o Bom Dia Brasil, noticiário matinal da Globo.

A Total tinha presença discreta no Brasil, mas hoje eu coloco esta postagem porque …

GÍRIA "BALADA" FOI TESTE PARA CAMPANHA DE JAIR BOLSONARO

TUTINHA, O VERDADEIRO REI DA "BALADA".

Como havia escrito, tive um incidente no Orkut por ter criticado a gíria "balada", por reacionários que eram membros da comunidade "Eu Odeio Acordar Cedo".

Esses caras anteciparam, em uma década, a ação furiosa dos bolsomínions de hoje. Fizeram valentonismo digital (cyberbullying) e tive que desfazer de minha conta.

Eu já notava um caráter agressivo, autoritário, debiloide e intransigente.

Entendo como essas pessoas, tão reacionárias, tinham que se apoiar numa gíria idiota - que tentou subverter as naturais condições de efemeridade e grupo de uma verdadeira gíria, se impondo "acima dos tempos e das tribos" - pois tinham que usar o aparato "moderno" de um colóquio.

A gíria "balada" virou um símbolo da mídia venal no seu processo de influenciar os jovens.

A gíria não tem pé nem cabeça. Subverte o sentido de outra "balada", aquela palavra que significa música lenta ou história tri…

QUEM SERÁ O EDWARD MURROW BRASILEIRO?

Pesquisando sobre o macartismo, período relativamente trevoso que marcou os EUA na década de 1950, fico informado da figura do jornalista Edward Murrow.

Repórter correspondente da Segunda Guerra Mundial e âncora da rede CBS, Murrow foi um dos notáveis jornalistas estadunidenses da história contemporânea.

Me lembro do apelido jocoso que Paulo Henrique Amorim deu a Sérgio Moro, devido à sua servilidade aos EUA, de "Judge Murrow".

Só que o Murrow que descrevo é outro e atuou em trincheira oposta a políticas reacionárias.

Cito Edward Murrow porque vivemos, no Brasil, um período semelhante, embora mais agressivo e imprevisível, de macartismo.

Com sua vida breve de apenas 57 anos (morreu em 1965; deve ser por causa do cigarro, conforme vi em algumas fotos), Murrow teve seu momento mais destacado durante o macartismo.

Ele realizou várias reportagens e também comentários denunciando a violação dos direitos humanos que o macartismo provocava na sociedade estadunidense.

Por ironia, o…

O GOVERNO BOLSONARO É UM CAMINHO SEM VOLTA?

Fiquei doente quando, da volta de uma caminhada, refleti com aflição diante da promessa de que o governo Jair Bolsonaro será um "longo reinado".

Foi vendo a primeira página do Jornal do Brasil impresso, nas bancas de Niterói, e vendo a chamada da coluna de Teresa Cruvinel.

Tossi, tive febre, fiquei de repouso, e ontem não pus postagem no blogue. Sério.

É uma aflição muito grande, porque o país ruma para tantos retrocessos.

Jair Bolsonaro é apenas o showman do espetáculo, mas conta com muitos articuladores.

O principal de seus três filhos políticos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, tornou-se um articulador político ambicioso, a comandar o movimento Cúpula Conservadora.

Ela será o extremo oposto do Foro de São Paulo, que foi o movimento de nações progressistas latino-americanas que permitiu as experiências na Venezuela, Bolívia e Brasil.

Hoje há um desmonte em tudo isso, de um ritmo assustador.

A arrogância dos extremo-direitistas quer até que se sacrifique a realidade e…

TV LINHAÇA - O FIM DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS E A CAÇA ÀS BRUXAS DO GOVERNO BOLSONARO

O fim do programa Mais Médicos é apenas um aperitivo para o que será o governo Jair Bolsonaro, um período difícil para todos os brasileiros. Além disso, há a ameaça de "caça às bruxas" anunciada pelo filho do presidente eleito, o futuro deputado federal Eduardo Bolsonaro.

LIVRO REÚNE 21 ANOS DE TEXTOS JORNALÍSTICOS

Passou despercebido o lançamento de um de meus livros em 2017. Vejo a página da Amazon e ele é o único que não registrou venda alguma.

Pena, porque o livro, embora, à primeira vista, seja uma coletânea, ela não é uma coletânea comum.

Não se trata daquela seleção preguiçosa de textos de uma mesma coluna de jornal, repetindo apenas o conteúdo que já foi apresentado na mídia impressa, com a única diferença da perenidade do livro.

Não que coletâneas assim não possam ser válidas. Quando se fala em seleção preguiçosa, se refere a casos como Merval Pereira e Kim Kataguiri, por exemplo.

O meu livro Gran Circo da Grande Mídia envolve várias fontes, e contém até alguns textos raros, dos anos 1990, inclusive feitos quando eu era estudante da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (FaCom-UFBA).

São textos em que o tema jornalismo aparece em primeiro plano, e assuntos como cultura e política apenas são áreas complementares.

São textos produzidos entre 1996 e 2017. Alguns deles …

"POPULAR DEMAIS" REUNIU CULTURALISMO CONSERVADOR E ECONOMICISMO

A INTELECTUALIDADE "BACANA" TENTOU "GUEVARIZAR" O CANTOR BREGA-ROMÂNTICO JOSÉ AUGUSTO. MAS ELE DECLAROU VOTO A JAIR BOLSONARO.

É verdade que a poeira da campanha pró-brega da intelectualidade "bacana" anda se dissolvendo, que talvez não precisemos lançar tantos questionamentos como antes.

Mas algumas coisas precisam ser explicadas, diante desse cenário em que o "popular demais", ou o brega-popularesco, aderiu com peso ao bolsonarismo.

Fico imaginando como uma parcela de intelectuais "bacanas", sob o consentimento de blogueiros de esquerda, tentou "guevarizar" nomes diversos da bregalização, mesmo José Augusto e Latino, usando como desculpa o grande público.

Recentemente, os dois declararam explicitamente o voto em Jair Bolsonaro.

E o "sertanejo", em que intelectuais "bacanas" manobravam as palavras para, como quem vê cabelo em ovo, atribuir a ele um inimaginável esquerdismo?

O vexame do caso Zezé di Camarg…

NO CENÁRIO BOLSONARISTA, LULA E MAIS MÉDICOS EM INFERNO ASTRAL

Duas notícias de ontem, relacionadas aos tempos progressistas que, infelizmente, foram deixados para trás, foram destaque na mídia.

No dia que amanheceu com denúncias de que Onyx Lorenzoni, o político do DEM escolhido para chefiar a Casa Civil do governo Jair Bolsonaro, recebeu mais propina da JBS, Lula voltou a ter destaque ao ser levado para depor sobre o caso do sítio de Atibaia.

O ex-presidente, preso desde abril passado, cumpre a pena por causa de supostos benefícios envolvendo o triplex do Guarujá.

O julgamento, conduzido pela substituta interina de Sérgio Moro, a juíza Gabriela Hardt, é considerado pelos opositores de Lula "mais grave" que o caso do triplex.

Ambos são estórias muito mal contadas, mas, fazer o quê? A plutocracia está com o apetite e a fome desmedidos, hoje em dia.

Lula falou que sua prisão é um "troféu" da Operação Lava Jato. Disse isso sabendo que Sérgio Moro foi premiado com um cargo ministerial pelo rival Jair Bolsonaro.

Lula havia questi…

A GAFE DE MAITÊ PROENÇA, ALINHADA AO CENÁRIO BOLSONARISTA

Que a bela atriz Maitê Proença tem seus impulsos conservadores, isso é verdade.

Mas eu não imaginava que ela, que no primeiro turno da campanha presidencial apoiou Marina Silva, fosse aderir com gosto ao bolsonarismo.

Ela é filha de um falecido desembargador da Justiça Militar, que cometeu um feminicídio - sim, Maitê é filha de uma mulher, professora, assassinada pelo marido - e deixou uma pensão vitalícia para a atriz.

Ela já era consagrada quando o pai faleceu, por suicídio, apesar de também sofrer câncer, em 1989.

Nem mesmo o baixo astral familiar, que influiu na morte de um irmão de Maitê, por alcoolismo, maneirou o conservadorismo da atriz.

Deveria ser, ao menos, um pano de fundo que produzisse uma pessoa conservadora, sim, mas longe de ser uma reacionária convicta.

O vídeo que ela gravou foi constrangedor. Uma gafe.

Maitê havia dito ideias sem pé nem cabeça, dentro do triunfalismo da causa bolsonarista. Disse ela:

"Bolsonaro não ganhou porque as pessoas querem a volta da to…

REGIÃO DOS LAGOS NÃO QUER RJ-106 COMO "AVENIDA DE BAIRRO" DE NITERÓI

O episódio de Boa Esperança, a tragédia que matou 15 pessoas em Piratininga, Niterói, mostra um dos transtornos que o descaso da mobilidade urbana causa na cidade.

Mobilidade não é só recapear asfaltos - hoje se usa o termo da moda, "macrodrenagem" - nem criar ciclovias. É muito mais coisas.

É deslocar os moradores de áreas de risco para novas residências, não sem antes convocá-los para uma reunião para saber das condições que precisam, para não mudarem drasticamente suas rotinas de ir e vir, principalmente para a escola ou o trabalho.

É criar passarelas, para evitar que pedestres percam o tempo com sinaleiras. No último concurso do ENEM, por exemplo, uma perda de cinco minutos pode ser, em certos casos, prejudicial, se a pessoa estiver indo em cima da hora para o lugar da prova.

Na Av. Marquês do Paraná, na altura do Rio Cricket, há necessidade de uma passarela, que poderia ser colocada um pouco antes, no ponto de ônibus anterior à Rua Miguel de Frias.

Também há necessidad…

A GROSSERIA DE SÍLVIO SANTOS COM CLÁUDIA LEITTE

Recém-convertido ao bolsonarismo, o apresentador Sílvio Santos cometeu uma grosseria gravíssima.

No programa beneficente Teleton, no último fim de semana, o dono do SBT recebeu a cantora Cláudia Leitte, que iria divulgar uma nova música, "Balancinho".

Usando um vestido justo e curto, cor de rosa, Cláudia recebeu um comentário grosseiro de Sílvio, assim que ele se recusou a abraçar a cantora baiana nascida em São Gonçalo (RJ).

"Esse negócio de abraçar me deixa excitado", disse o apresentador, sem medir cerimônia.

A cantora tentou disfarçar: "Você disse excitado de euforia, de entusiasmo, né?".

Sílvio respondeu: "Não, excitado é de excitado mesmo".

Houve gargalhadas na plateia e a esposa do apresentador e empresário, Íris Abravanel, fez um sorriso meio envergonhado.

Cláudia Leitte não escondeu sua expressão de aborrecimento e de profundo constrangimento.

É certo que, como cantora e compositora, Cláudia é discutível em muitos aspectos, mas deixemo…

TV LINHAÇA - A TRAGÉDIA DE BOA ESPERANÇA E O DESCASO COM A MOBILIDADE URBANA EM NITERÓI

O deslizamento de uma pedra sobre várias casas na comunidade Boa Esperança, em Piratininga, causando várias mortes, é um reflexo do descaso com a mobilidade urbana, que não inclui somente ciclovias ou macrodrenagens de asfalto, mas também vários aspectos, como remover moradores de áreas de risco para outras residências.

GOVERNO BOLSONARO TENDE A SER CAÓTICO

POLÍTICA DO NOVO? UM ENTUSIASMADO MICHEL TEMER É COTADO COMO FUTURO EMBAIXADOR DO BRASIL NA ITÁLIA NO GOVERNO JAIR BOLSONARO.

No fundo, dá pena ver esses aloprados nas redes sociais ofendendo e agredindo pessoas e impondo pontos de vista retrógrados.

Os hoje conhecidos "bolsomínions" que, em 2007, se escondiam no armário da comunidade "Eu Odeio Acordar Cedo" no Orkut e defendiam furiosamente uma simples gíria, "balada", estão encrencados.

Só uns parênteses. A gíria "balada" é um jargão privativo de jovens ricos, patenteada pela Jovem Pan, popularizada por Luciano Huck e que tentou se impor acima das condições naturais de uma gíria: os limites de tempo e espaço de prazos e grupos.

Afinal, uma gíria sem pé nem cabeça, inspirada num eufemismo para ecstasy ("bala"), que tem a mesma grafia de uma palavra que significa música lenta ou drama pessoal, queria estar acima dos tempos e das tribos.

E uma juventude que se enfurece quando alguém diz…

UM DOS ARTÍFICES DO "POPULAR DEMAIS", SÍLVIO SANTOS DECLARA APOIO A BOLSONARO

Um dos maiores erros cometidos pelas esquerdas foi acolher a pretensa cultura brega-popularesca, ou o "popular demais".

Já se falou muito de toda a retórica de "combate ao preconceito" que deixou as esquerdas médias um tanto desnorteadas diante do apelo emocional demais ao popularesco.

Era um discurso sofisticado trazido por intelectuais "bacanas": jornalistas musicais, antropólogos, cineastas documentaristas etc lutando por um Brasil mais brega.

Isso teve um preço. Enfraqueceu as classes populares, porque elas foram isoladas no entretenimento brega-popularesco.

A intelectualidade "bacana" dizia que o "verdadeiro ativismo" das classes populares era dançar o "funk", o tecnobrega, o "rebolation", o "tchan".

Da mesma forma, os intelectuais considerados "mais legais do Brasil", dentro de um contexto de anti-intelectualismo, diziam que a "verdadeira música de protesto" estava nos ídolos da …

NÓS BEM QUE AVISAMOS: BOLSONARO É TEMER

É bom já ir se acostumando: Jair Bolsonaro é Michel Temer.

A "galera irada" que achava que Jair Bolsonaro simbolizava o "novo" e que, com toda sua rebeldia de fachada, ficou surda aos avisos do mundo inteiro, achando que só o "mito" prestava para a Presidência da República.

Essa "galera" continua rosnando.

Um panfleto criado por bolsonaristas circulou pela Universidade Federal de Pernambuco ameaçando professores e alunos.

Uma matéria no Diário de Pernambuco oferece mais detalhes.

"Vocês serão banidos! Escórias! O Mito vem aí", encerra o lamentável panfleto, aqui reproduzido.


É evidente que esse bando de vagabundos desocupados, sem outra coisa na vida a não ser "falar mal de comunistas", não tem ideia de como será o governo do seu ídolo.

Primeiro, eles não vão mais poder ficar com esse recreio a vida toda, a não ser que aceitem segurar o celular com uma mão e a enxada com outra.

O "mito" vai extinguir o Ministério d…