COLUNISTA NÃO GOSTOU DA INDIFERENÇA DE LÁZARO RAMOS COM FOTÓGRAFOS


No último sábado, o colunista de O Dia, Léo Dias, declarou não ter gostado de saber que o ator Lázaro Ramos costuma ser indiferente aos fotógrafos quando circula em lugares como aeroportos. O colunista escreveu o seguinte comentário, sob o título "Lázaro Ramos não é simpático com paparazzi":

"Lázaro Ramos não é exatamente o que se pode chamar de poço de candura. Por isso, circula pelo aeroporto como se não tivesse vendo que estava sendo fotografado… Ontem, não foi diferente ao transitar pelo Aeroporto Santos Dumont, no Rio!".

Isso dá a falsa impressão de que Lázaro está tomado de estrelismo ou que ele é no fundo uma figura antipática. Pois eu posso garantir que Lázaro é uma pessoa simpática e, pela foto que vemos e foi publicada na coluna de Léo, o ator está tranquilo e sereno, apenas discreto e na sua.

Um ex-colega de escola de meu irmão chegou a saudar Lázaro Ramos, quando este ainda vivia em Salvador, e o ator foi simpático, respondendo com um sinal de paz. Lázaro continua sendo uma pessoa simples e tanto ele quanto sua esposa Taís Araújo, que recentemente sofreu terrível humilhação na Internet, sabem que lidar com a fama não é tarefa fácil.

Certa vez eu e minha família estávamos no Galeão, e Lázaro passou rapidamente, de forma tão discreta que parecia que nem famoso era, porque quem estava ali era um cidadão querendo pegar um voo para se sentar e se descansar durante a viagem.

Eu comparo Lázaro e Taís com Ashton Kutcher e Mila Kunis, casal que atuou em De Volta aos Anos 70 (That 70's Show), e que sabem que não é fácil manter a privacidade que os dois necessitam para cuidarem da sua filha Wyatt. Às vezes Ashton se aborrece com a presença de fotógrafos, com muita razão.

Lázaro tem o direito de ficar na sua. Ele também fica cansado e tudo o que ele quer quando está em um aeroporto é ir e vir de avião, descansar, levar adiante sua vida particular e se manter na sua. E ele faz isso muito bem.

A própria foto confirma que ele não foi antipático com os fotógrafos. Seu semblante era até sereno e modesto. Ele estava indiferente, porque tem sua vida pessoal e ali não era o famoso que estava para "se vender" aos fotógrafos. Lázaro é uma figura muito competente, diferente dos oportunistas que correm atrás de fotógrafos para produzir factoides para alavancar a fama sem necessidade.

Lázaro não é assim. É alguém que tornou-se famoso porque pôde unir talento e visibilidade, assim como sua esposa Taís. Ambos conquistaram a fama não por a desejarem por si só, mas porque gostam de trabalhar na atuação, que faz as pessoas inevitavelmente se tornarem famosas.

Portanto, Léo Dias errou. Lázaro Ramos estava tranquilo, levando sua vida, e estava até simpático, embora não receptivo. Ele apenas não queria falar com os fotógrafos. Era uma pessoa, feito nós, querendo ter momentos de privacidade, até para se reciclar e renovar suas energias.

Aquilo não era momento de bancar o famoso de mão aberta. Lázaro estava no aeroporto e queria levar sua vida pessoal como qualquer um de nós. Parabéns a Lázaro Ramos pela sua preocupação em ser, com toda a fama que tem, a pessoa simples que é.

Comentários