Pular para o conteúdo principal

BREGA FOI O "MILAGRE BRASILEIRO" DA MÚSICA BRASILEIRA


Eu já havia escrito, no meu antigo blogue O Kylocyclo, um texto sobre a comparação entre os primórdios da música brega e o projeto econômico que os ministros da ditadura, Roberto Campos, do Planejamento, e Otávio Gouveia de Bulhões, da Fazenda. Mas não custa retomar esse tema, ainda pouco conhecido de muitos.

Eu escrevi o referido texto ainda no calor da blindagem intelectual em torno do brega, visto erroneamente como algo "revolucionário" - era a época de levantar a "bandeira do mau gosto" como se fosse uma causa "libertária" e "emancipadora" - e a repercussão do texto foi pequena.

Mas depois veio a necessidade da opinião pública de questionar toda a apologia à bregalização, que envolvia desde "tradicionalistas" como Waldick Soriano até nomes mais recentes como Lucas Lucco, passando, é claro, pelos funqueiros.

Essa necessidade se deu porque ninguém conseguia engolir essa ideia de que aceitar a breguice é romper o preconceito, porque, não raramente, essa aceitação se dava de forma muito mais pré-concebida do que a rejeição que assustava bregas de toda a espécie, inclusive os "sofisticados" neo-bregas dos anos 90 e os "modernosos" pós-bregas dos últimos anos.

Ninguém conseguia engolir, é verdade, e uma reação às teses surreais da intelectualidade dominante era dificultada pelo fato de que não havia gente com visibilidade suficiente para enfrentar os historiadores, sociólogos, antropólogos, jornalistas culturais e cineastas documentaristas que diziam que ser brega era o máximo e ser funqueiro era melhor ainda.

Por isso foi preciso que eu escrevesse tantos textos questionando essa intelectualidade - com o preço de eu ter recebido comentários nada elogiosos de Paulo César Araújo no livro O Réu e o Rei - e neutralizando sua campanha em prol da bregalização do país.

Daí que uma das teses que incomodam essa intelectualidade é a associação do brega com a ditadura militar. E de fato esta constatação faz muito sentido, em que pese o caráter despolitizado dos ídolos cafonas e seus derivados ao longo dos anos.

Além do apoio da mídia coronelista, que afastou as classes populares de suas próprias raízes culturais, trocando-as por um "pop" mais rasteiro e provinciano - difundido não por vias sócio-comunitárias, mas pelo poder midiático regional - , as origens do brega-popularesco se baseiam na mesma mentalidade que fez o Brasil trocar o nacionalismo popular pelo neoliberalismo.

O brega original tem caraterísticas que equivalem, no plano econômico, ao projeto que os ministros do governo do general Castello Branco, que foram os primeiros artífices do "milagre brasileiro" (trabalho completado depois por Delfim Netto) estabeleceram para o país, E não é preciso muito esforço para ver que essa equivalência tem, sim, tudo a ver.

Campos e Bulhões defendiam um desenvolvimento econômico no Brasil subordinado às determinações do Fundo Monetário Internacional, com a implantação da industrialização utilizando matéria-prima obsoleta nos países do Primeiro Mundo, criando um progresso econômico relativo, mas que garantisse a colaboração dos grandes investidores à Economia brasileira.

A música brega dos primórdios - bem antes de adotar arremedos de brasilidade, acentuados a partir dos anos 90 - se baseava em modismos ultrapassados (matéria-prima obsoleta) do pop estrangeiro e pautava suas referências nas paradas de sucesso internacionais difundidas pelo poder radiofônico.

Embora o discurso, não obstante choroso, da intelectualidade pró-brega, tente erroneamente classificar o brega como uma "resistência cultural" das classes populares, hipótese bastante absurda, até porque as rádios que tocaram seus sucessos apoiavam a ditadura militar e eram controladas por oligarquias regionais, a tese de que brega é o neoliberalismo musical procede.

E isso é tão certo que o brega não aposta no fortalecimento das identidades sócio-culturais, mas tão somente em tendências de fácil assimilação e que só servem para o consumo momentâneo. São músicas descartáveis, que não sobrevivem à perenidade, tanto que mesmo a mais intensa blindagem intelectual não consegue reabilitar integralmente os ídolos bregas.

Pelo contrário. Quando muito, essa blindagem só consegue provocar um interesse de alguns porraloucas - entre artistas, cantores e acadêmicos - e o mesmo consumo de gente embriagada em botequins de subúrbios e roças, tocando velhos sucessos bregas no juquebox ou no toca-CD.

O brega nem de longe representou emancipação social, progresso cultural e libertação sócio-política. Toda a discurseira intelectual nesse sentido, ainda que repercutisse muito, era duramente questionada. A intelectualidade acusava isso de ser atitude "preconceituosa", ignorando que mais preconceituoso é acreditar em tudo sem verificar. E quem rejeita o brega o fez depois de verificar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESTUPRO COLETIVO DERRUBA MITO DA "LIBERDADE DO CORPO"

O vergonhoso caso do estupro coletivo desmascarou uma situação que a intelectualidade "bacana" sempre abafou com falso relativismo.

O mito da "liberdade do corpo" num país do combate ao assédio abusivo.

O terrível caso ocorreu num bairro popular, na região de Jacarepaguá.

33 homens afoitos cercando uma moça de 16 anos, dopando a menina, depois a estuprando sob o registro da câmera do celular e depois publicando na Internet.

Um episódio de pura truculência, mas condicionado pela ilusão de liberdade sexual que a intelectualidade "bacana", que apostava num Brasil brega, queria para as classes pobres.

Mesmo mulheres aparentemente ativistas, dentro dessa intelectualidade, davam dois pesos e duas medidas.

Elas reclamavam contra a imagem caricatural que as mulheres, de classe média, recebiam dos comerciais de TV.

Mas consentiam que a mesma imagem fosse impunemente abordada sob o rótulo do "popular".

Reclamavam quando a imagem da mulher de classe média…

GOVERNO TEMER E A REVOLTA DOS UMBIGOS

A "revolta dos umbigos" que surgiu nas mídias sociais achou que tinha o poder pleno nas mãos.

Lutaram para ter Michel Temer no lugar de Dilma Rousseff para realizar uma agenda mais conservadora para o Brasil.

Essa agenda é um misto do programa eleitoral derrotado de Aécio Neves em 2014 com as "pautas-bombas" do então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Primeiro, os "revoltados" na Internet se escondiam nas mídias sociais, se limitavam a trolar assuntos culturais ou coisa próxima e fingiam serem progressistas.

Depois, deixaram a máscara cair e iniciaram uma campanha para derrubar Dilma Rousseff.

Conseguiram o que fizeram, pois faziam parte de uma "frente ampla" às avessas, que clamavam por retrocessos políticos sob a desculpa do "combate à corrupção".

Estavam junto dos empresários em geral e, em parte, os que controlam a grande mídia.

Foram animadores juvenis de uma campanha que ludibriou a sociedade inteira, que passou …

ESCÂNDALO: SKY CONVOCA FUNCIONÁRIOS PARA ATO ANTI-LULA NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA

Um comunicado interno da empresa de TV por assinatura Sky está dando o que falar.

Tendo sido vazado na Internet, através da página dos Jornalistas Livres, o comunicado, que oficialmente é proibido de ser divulgado fora da empresa, convoca seus funcionários para ato pedindo a prisão de Lula na próxima quarta-feira.

Nesse dia, 04 de abril, será julgado o pedido de habeas corpus ao ex-presidente, pelo Supremo Tribunal Federal.

As manifestações anti-Lula estão previstas para a véspera, em várias cidades, inclusive São Paulo, com horários de início variando entre 17 horas e 18h30.

A Sky convoca os funcionários a participar do ato promovido pelo movimento Vem Pra Rua, divulgado no Facebook.

A empresa libera os funcionários do trabalho, desde que participem do ato anti-Lula.

MENSAGEM DO VEM PRA RUA PARA A MANIFESTAÇÃO ANTI-LULA.

O comunicado tem como referência a manifestação da página do Vem Pra Rua no Facebook: "Ou você vai, ou ele volta", se referindo ao ex-presidente.

A Sky é u…

A PERSPECTIVA DA PRISÃO DE LULA E O FUTURO SOMBRIO DO BRASIL

SÉRGIO MORO E CARMEN LÚCIA, NA SAÍDA DE UM EVENTO EM SÃO PAULO - OS ASPIRANTES A "COVEIROS" DA ERA LULA.

Acabou a breve festa do Carnaval da Paraíso do Tuiuti e a ressaca que se seguiu até poucos dias.

Veio a tragédia de Marielle Franco e o Brasil entrou numa fase bastante sombria.

Acumularam-se retrocessos, impasses, lances às vezes trágicos, outros cômicos.

Há uma tragédia kafkiana e uma comédia buñueliana em curso, no Brasil.

Ambas no rumo de transformar a realidade brasileira numa obra do Surrealismo.

O Brasil no qual uma parcela indiferente de brasileiros parece sentir vergonha e ódio do próprio país, querendo até que nossas riquezas virem propriedade de companhias estrangeiras, ainda que fossem estatais, porque estatal, no Brasil, só deve ser gringa.

Mas tem gente querendo até governos autoritários, e, feito crianças malcriadas e birrentas, só irão sossegar quando vier um candidato plutocrata para tomar o poder.

Aí, pode ser um Luciano Huck, que os reaças histéricos de…

TV LINHAÇA - A CRISE EXTREMA DO GOVERNO TEMER

A prisão de aliados de Michel Temer esta semana, ainda que tenha sido revertida há pouco, faz agravar a crise do governo marcado pela baixíssima popularidade.

LULA ESTÁ PRESO, MAS ALIADO DE TEMER GANHA MINISTÉRIO E FILHO DE AMIGO DE AÉCIO, CARGO DA CBF

Enquanto o ex-presidente Lula está preso em Curitiba, aliados da plutocracia seguem livres, leves e soltos.

Na semana passada, já havia sido anunciada a nomeação do ex-deputado federal mineiro, Gustavo Perrella, como diretor de Departamentos e Projetos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os anti-petistas são muito suspeitos para saber dos uniformes da CBF, pois eles tomaram emprestado essas roupas esportivas para outro contexto, obviamente conhecido.

A nomeação de Perrella, ex-ministro dos Esportes do governo Michel Temer - da qual teve uma gestão bastante inexpressiva - , foi dada em janeiro, mas só foi revelada recentemente, há três dias, pelo repórter Sérgio Rangel da Folha de São Paulo.

Gustavo Perrella é também conselheiro vitalício do Cruzeiro, famoso clube de futebol mineiro.

O rapaz é filho do senador Zezé Perrella, amigo de Aécio Neves.

Zezé é conhecido, juntamente com o próprio Gustavo, pelas ligações com um helicóptero que foi flagrado pela polícia transportando 4…

O PARCIALISMO DE SÉRGIO MORO É ALGO PARA PENSAR

SÉRGIO MORO NOS TEMPOS DE FACULDADE. 

O juiz paranaense Sérgio Moro havia dito que "não recebeu" denúncias do envolvimento de políticos do PSDB porque "o partido era oposição" e "não fazia sentido" investigá-lo.

A direita tenta provar que o juiz, que aniversaria hoje, é imparcial, mas observa-se um tratamento desigual quando políticos do PT e do PSDB são investigados.

Se houvesse imparcialidade, até Aécio Neves teria sido chamado, pelo menos, para prestar depoimento. Nem isso ele fez.

E quatro delatores já citaram o senador mineiro como envolvido no esquema de corrupção da Petrobras.

O próprio diálogo de Romero Jucá com Sérgio Machado, senador do PSDB que presidiu a Transpetro (subsidiária da Petrobras), já comentava que "todo mundo sabia do esquema do Aécio".

Nem para investigar que esquema é esse foi sequer tentado.

Por outro lado, o ex-presidente Lula, sem direito digno à defesa (previsto por lei), teve que recorrer ao tribunal internacional …

A GAFE MUNDIAL DE GUILHERME FIÚZA

Há praticamente dez anos morreu Bussunda, um dos mais talentosos humoristas do país.

Mas seu biógrafo, Guilherme Fiúza, passou a atrair as gargalhadas que antes eram dadas ao falecido membro do Casseta & Planeta.

Fiúza é membro-fundador do Instituto Millenium, junto com Pedro Bial, Rodrigo Constantino, Gustavo Franco e companhia.

Gustavo Franco, com sua pinta de falso nerd (a turma do "cervejão-ão-ão" iria adorar), é uma espécie de "padrinho" de Guilherme Fiúza.

O valente Fiúza foi namorado da socialite Narcisa Tamborindeguy, que foi mulher de um empresário do grupo Gerdau, Caco Gerdau Johannpeter.

Não por acaso, o grupo Gerdau patrocina o Instituto Millenium.

Guilherme Fiúza escreveu um texto na sua coluna da revista Época em que lançou uma tese debiloide.

A de que o New York Times é um jornal patrocinado pelo PT.

Nossa, que imaginação possuem os reaças da nossa mídia, que põem seus cérebros a serviço de seus umbigos!

Imagine, um jornal bastante conhecido nos…

LULA SE DIRIGE PARA A PRISÃO EM CURITIBA

O ex-presidente Lula está a caminho da prisão na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Ele foi convocado a se apresentar ontem, até às 17 horas, mas resistiu por pouco mais de um dia.

Ficando de quinta a sábado últimos na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde começou sua vida política, Lula mostrou ao mundo que é um ídolo popular.

Às 16h30 de hoje, foi anunciado que Lula iria se entregar à Polícia Federal.

Houve vinte minutos de demora, porque Lula foi abraçar e posar para fotos ao lado de amigos e admiradores. Afinal, isso pode ser uma despedida.

Não se sabe o que poderão fazer com o ex-presidente, vide os casos de João Goulart e Juscelino Kubitschek, ambos há cerca de 42 anos.

Depois Lula entrou no carro, ao lado de seu principal advogado de defesa, Cristiano Zanin Martins, mas manifestantes solidários ao petista esboçavam a última resistência, bloqueando a saída.

Vários manifestantes, desesperadamente, pediam para Lula não se entregar.

Lula decid…

TV LINHAÇA - A PRISÃO DE LULA E A FESTA DAS ELITES

Um ciclo se encerra melancolicamente e a retomada conservadora iniciada em 2016 se consolida com a prisão do ex-presidente Lula. Inclui imagens reproduzidas da transmissão do canal TVT.