GLOBO NEWS ESTÁ SE "APARELHANDO"?


A rede noticiosa Globo News teve mais uma baixa.

A jornalista Bianca Ramoneda, que esteve à frente do programa Ofício em Cena, que entrevistava atores e outras personalidades atuantes no teatro, cinema e televisão, se desligou da emissora.

O referido programa já é declarado extinto. Segundo Bianca, "o programa não continua".

Bianca disse que teve relações positivas com a Globo News, afirmou ter tido experiências boas na emissora e que apenas entrará em nova fase na sua carreira.

"Estou oficialmente desligada da GloboNews sim. Eles só não renovaram meu contrato. Tudo bem, vida que segue", divulgou a jornalista, que também é escritora e atriz.

Pode ser um processo natural. Afinal, profissionais um dia deixam as empresas onde trabalham há anos.

Mas o que se observa é que, independente do caso de Bianca Ramoneda, a Globo News parece estar "aparelhando" sua equipe.

Jornalistas que fundaram a emissora como Eduardo Grillo e Sidney Rezende foram embora.

O caso de Sidney é mais claro, porque ele manifestou não concordar com os rumos da emissora.

Sabe-se que a cada ano se destacam mais os profissionais mais reacionários da emissora.

Como Merval Pereira, Cristiana Lobo, Eliane Cantanhede, Andreia Saddi.

Nota-se até que os noticiários estão mais tomados de emoção, na pior forma possível.

Comentaristas e repórteres ficam alegres ou furiosos de acordo com seus interesses.

A cada dia a Globo News se torna menos jornalística.

Ainda há jornalistas bons na emissora. Leila Sterenberg é um exemplo admirável.

Mas a Globo News, mesmo num contexto conservador, tinha sua relevância em outros tempos.

Hoje ela perde aos poucos essa relevância e se "aparelha" ideologicamente no sentido do conservadorismo político.

E isso numa época em que a TV paga se assemelha cada vez mais com a TV aberta.

Comentários