MISCHA BARTON É MAIS LÚCIDA QUE OS SOCIOPATAS BRASILEIROS

MISCHA BARTON, NO RESTAURANTE CATCH, EM LOS ANGELES, NO ÚLTIMO DIA 12.

Há poucos dias, a atriz inglesa radicada nos EUA, Mischa Barton, conhecida pelo seriado The O. C., foi internada para tratamento psiquiátrico.

Ela foi vista por vizinhos falando coisas estranhas, depois que, estando com amigos, passou a tomar várias doses de bebidas, uma delas com um composto GHB, conhecido no Brasil como "Boa Noite Cinderela".

Ela estava na festa de seu aniversário de 31 anos, no último dia 24, e depois da bebida se debruçou na cerca do quintal de sua casa, em estado de transe, refletindo sobre se sua mãe era uma bruxa e se o fim do mundo estava próximo.

Ela se comportava de uma maneira que assustou amigos e vizinhos.

Mais tarde ela revelou o caso e a ingestão da substância.

"É uma lição a todas as jovens mulheres por aí: fiquem atentas ao seu redor", disse Mischa.

A intérprete de Marisa Cooper teve outros problemas psicológicos.

É uma daquelas estrelas que aparentemente vivem de problemas pessoais sérios.

Mas, comparado com os sociopatas brasileiros, Mischa Barton é bem mais lúcida.

Os sociopatas brasileiros é que são um problema mais grave.

Pior: eles podem estar ao nosso lado, ou na bancada de eventos empresariais ou reuniões com o presidente Michel Temer.

Eles defendem o trabalho escravo, esculhambam negros, LGBT, querem prisão de grafiteiros e a venda das riquezas brasileiras para empresas estrangeiras.

Eles defendem a redução de salários, o fim dos encargos trabalhistas e o retrocesso das relações trabalhistas aos padrões pré-1930.

O tom da insanidade está no fato de que eles querem retroceder as relações trabalhistas achando que é "modernização".

"Modernizar" com retrocesso? Valorizar o emprego com a precarização, menos salários e maior carga horária? Chamem o hospital psiquiátrico para internar os sociopatas!!

Comentários