A TRILHA DO 'TROLL'


Quem pratica trolagem na Internet tem geralmente uma ideologia a zelar. Extremamente conservador e reacionário, embora travestido de uma aparência de jovem "comum" ou então mais "arrojada", o troll ou troleiro tornou-se mais conhecido depois que resolveu azucrinar famosos.

Além de defender valores do "sistema", com base no prestígio de personagens políticas, tecnocráticas, empresariais e midiáticas, os troleiros defendem também valores conservadores, como se pudessem determinar o que determinados agentes sociais devem fazer ou seguir.

Por exemplo. Os negros só podem fazer o papel de empregados domésticos, operários ou favelados. Os nerds têm que namorar mulheres siliconadas e forçosamente "sensuais". Os políticos do PT têm que ficar na cadeia e os artistas de MPB autêntica têm que tocar em museus, de preferência de cultura pré-histórica. Pensando assim, os troleiros são racistas, machistas, homofóbicos e mercantilistas.

Quem romper com tais estereótipos corre o risco de receber os famosos ataques em grupo, previamente combinados, que se iniciam com ironias, evoluem para gozações e sucumbem em ataques grosseiros e ameaças.

O que poucos percebem é que eles têm seus perfis culturais, variando entre o pop-rock e o brega-popularesco. Fingem que não defendem a grande mídia, e uns, de forma esquizofrênica, se definem como "de esquerda" (com QI de extrema-direita?), até para impressionar os amigos. Macartistas se passando por bolivarianos, vejam só...

Eles são reacionários e até reagem a tais constatações com seus habituais "Huahuahuahuah" e "KKKKKKKKK". A confissão dos hipócritas é geralmente através da risada. É como se estivessem dizendo: "vocês me desmascararam, mas estão ferrados". Mas, no fim, os troleiros é que acabam se ferrando mesmo. Algum deles ainda vai levar um tiro por conta de tais atos.

Em pesquisas nas mídias sociais, identificamos alguns dos ídolos e veículos midiáticos que os troleiros mais apreciam. As pesquisas foram feitas desde os tempos do Orkut, quando eu visitava várias comunidades, e incluem também o Facebook, e pesquisamos a natureza do que os troleiros defendem e admiram. Minha experiência pessoal como vítima de trolagens também influiu.

Aqui vai a lista dos dez nomes musicais que os trolls mais defenderam nos últimos dez anos, além de cinco rádios mais ouvidas, quatro emissoras de TV aberta mais vistas e cinco veículos de imprensa que eles mais consomem. A pesquisa, feita em critérios objetivos, constata que os desordeiros digitais são realmente conservadores, por mais que eles queiram parecer rebeldes:

OS DEZ MAIS DOS TROLLS NA MÚSICA:

1. IVETE SANGALO
2. ZEZÉ DI CAMARGO & LUCIANO
3. GUNS N'ROSES
4. BANDA CALYPSO
5. ALEXANDRE PIRES
6. "FUNK CARIOCA" (Vale qualquer ídolo do momento)
7. "SERTANEJO UNIVERSITÁRIO" (Vale qualquer ídolo do momento)
8. BELO
9. AVIÕES DO FORRÓ
10. EXALTASAMBA

NOTA: Observou-se que até Michael Sullivan era defendido por alguns troleiros, assim como houve uma época que o grupo Charlie Brown Jr. era um dos mais defendidos. Nomes como Bell Marques e Chitãozinho & Xororó também, mas todos eles abaixo da lista dos dez mais cotados.

AS QUATRO EMISSORAS DE TV MAIS VISTAS POR TROLLS:

1. REDE GLOBO
2. REDE RECORD
3. SBT
4. REDE TV!

NOTA: Há uma falsa postura anti-Globo na qual pessoas que se dizem detratoras da rede televisiva e de seus ícones principais (como Galvão Bueno, Luciano Huck e o Jornal Nacional) no fundo demonstram ser seus fãs. Como quem gosta de zoar também gosta de mentir, dá para perceber o tom dessa "aversão".

AS CINCO FMS MAIS OUVIDAS POR TROLLS:

1. JOVEM PAN FM (SP)
2. RÁDIO CIDADE (RJ)
3. 89 FM (SP)
4. REDE TRANSAMÉRICA
5. REDE CBN

NOTA; A Rádio Cidade corresponde à fase em que ela se torna dublê de "rádio de rock", como é o caso da fase atual. A rádio, aliás, teria sido pioneira dos trolls de Internet, que esculhambavam opositores, na fase em que a Cidade integrava a "rede rock" da 89 FM. A CBN aparece através de programas com comentaristas reacionários, como Merval Pereira e Carlos Alberto Sardenberg.

A Jovem Pan aparece pela influência do noticiário no qual se destacam comentaristas reacionários como Reinaldo Azevedo, também da revista Veja.

OS CINCO VEÍCULOS DE IMPRENSA ESCRITA MAIS LIDOS POR TROLLS:

1. VEJA (REVISTA)
2. FOLHA DE SÃO PAULO (JORNAL)
3. O GLOBO (JORNAL)
4. MEIA-HORA (JORNAL)
5. O ESTADO DE SÃO PAULO (JORNAL)

NOTA: Esta lista se baseia no nível de informações que os trolls apresentam na Internet, que pelo padrão sugerem de onde elas teriam sido tiradas. Às vezes, numa acirrada discussão na Internet, um troll expõe o veículo de imprensa que costuma ler.

Comentários