EX-PRESIDENTE FHC SENTE NA PELE A CRISE DO GOVERNO TEMER NO EXTERIOR


Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, cancelou a palestra que iria fazer no Congresso Anual da Associação de Estudos Latino-Americanos (LASA), em Nova York, ontem à noite.

Um abaixo-assinado de 400 intelectuais, que anunciaram um protesto no evento, intimidaram FHC.

O sociólogo, ex-presidente e membro-fundador do PSDB iria participar de um debate sobre democracia na América Latina, no evento dos 50 anos da LASA.

Os 400 intelectuais sabem que FHC é um dos que estão na atual base de apoio do presidente interino, Michel Temer.

O pupilo e colega de FH, Aécio Neves, que perdeu as eleições em 2014 para Dilma Rousseff, é um dos mentores do projeto político do governo Temer.

No exterior o governo de Michel Temer é definido como golpe, já que o pessoal percebe seu processo nebuloso de instauração e a intenção do interino em mexer demais num governo do qual não é titular pleno.

Só a plutocracia brasileira é que define o governo como "constitucional".

Isso porque no exterior ninguém fica preso a estereótipos nem vira refém das próprias convicções pessoais.

O governo Temer está em crise e, no exterior, muitos conseguem compreender isso bem.

Já no Brasil, as pessoas fazem ficção e querem que esta seja mais real que a realidade.

Acham que o umbigo pensa melhor do que o cérebro, e o cérebro só pode pensar se está a serviço do umbigo.

E o umbiguismo de nossa mídia é que tenta dizer que os estrangeiros estão equivocados.

Só que eles conhecem o Brasil que a grande mídia quer esconder.

E por isso reagem com indignação e ceticismo a esse governo que está aí.

Eles acham que o Brasil ficou mais temeroso.

Eles olham fora da "bolha de plástico" onde muitos brasileiros se encontram.

E por isso enxergam a crise político-institucional que muitos, cegos pelo rancor anti-petista, se recusam a ver.

E isso justifica por que Fernando Henrique Cardoso teve que cancelar uma palestra.

Ele sabe que faria o papel de ridículo defendendo uma visão que só ele e seus pares acreditam.

Comentários