MICHEL TEMER DECIDE FECHAR AS FARMÁCIAS POPULARES


A medida é de deixar muita gente sofrendo um ataque cardíaco.

O presidente Michel Temer anunciou que vai fechar todas as unidades próprias da Farmácia Popular do Brasil até o mês de agosto.

Aparentemente, Temer manterá apenas as parcerias com redes de farmácias privadas, mas não se sabe até que ponto isso se manterá.

A Farmácia Popular do Brasil foi uma iniciativa do governo Lula para vender remédios com até 90% de desconto e, em certos casos, até oferecer remédios gratuitos para pessoas de baixa renda.

Evidentemente, o discurso para o fechamento da Farmácia Popular será este.

"Corte de gastos, reestruturação de pessoal e manutenção de parcerias com as farmácias de iniciativa privada".

O problema é que boa parte das mais de 500 unidades da FPB estavam localizadas em cidades com grande número de pessoas carentes, e situadas em áreas difíceis do interior.

Em muitos casos, as pessoas terão que pegar um transporte para irem à farmácia particular que manterá tal parceria.

Isso será trabalhoso para pessoas doentes que precisam adquirir remédios para tratamentos de doenças crônicas, principalmente na velhice.

Junte-se a esse transtorno aos conhecidos pelas amargas reformas do temeroso governo e teremos mais pessoas piorando seu estágio na doença.

Uma reforma trabalhista que degrada a rotina de trabalho, rebaixa a qualidade de vida, desfaz direitos e garantias, além de uma reforma previdenciária que adia a aposentadoria para o leito de morte.

Isso liquida com as pessoas que não possuem os privilégios que os aliados de Temer possuem.

As pessoas terão que se dividir entre gastar alimentos e comprar remédios. Se deixar de gastar em qualquer uma delas, a saúde ficará seriamente comprometida.

A alimentação é garantia de poder sustentar o organismo de uma forma um tanto saudável.

Os medicamentos servem para minimizar os efeitos de várias doenças.

Com isso, o fechamento das farmácias populares levará mais gente para o SUS, falecer na agonia de um atendimento ineficaz diante de tão grande demanda de pessoas carentes.

Portanto, o fechamento destas farmácias é uma medida doentia para a população brasileira.

Comentários