MAIS DA METADE DA OPOSIÇÃO À GLOBO NÃO PASSA DE JOGO-DE-CENA

MARCELO ADNET PARODIANDO UM OPOSICIONISTA ANTI-GLOBO NO HUMORÍSTICO NO AR, A TV NA TV.

A juventude "irada" que despeja comentários "irreverentes" na Internet é toda inimiga da Rede Globo, certo? Errado! Eles, na verdade, sugerem que tenhamos cuidado quando temos neles supostos aliados na oposição às Organizações Globo. Essa oposição, não obstante, não passa de um jogo-de-cena, de pura encenação para se passar por moderno ou agradar gente nas mídias sociais.

Estima-se que algo em torno de 55% a 60% dos internautas que se dizem "contra a Rede Globo" na verdade apoiam seus abusos e apenas "tiram onda" falando mal dos algozes da moda. Gente que diz abominar o Imperialismo, o FMI, a Presidência dos EUA, o Aécio Neves e o Eduardo Cunha mas, na verdade, apoia com entusiasmo toda essa gente.

Como observar se as pessoas que dizem odiar as Organizações Globo estão encenando? Não é muito difícil. Existem tipos de jovens fanfarrões que se apegam em modismos de linguagem, de música, de comportamento etc, pessoas convencionais embora pretensiosas e que reagem com muita ironia e sarcasmo.

Evidentemente, entre elas existem os reacionários que espalham terror na Internet, combinam entre si ataques em massa contra quem se opõe ao "estabelecido" através de ironias, ameaças e xingações, enquanto seu "líder" cria blogues ofensivos ou coisa parecida.

Se os mais reacionários adotam uma atitude anti-Globo, das duas, uma: ou eles trabalham ou têm algum familiar ou amigo trabalhando em emissoras concorrentes ou em veículos rivais dos produtos das Organizações Globo, ou então só estão querendo agradar os colegas de comunidades específicas das midias sociais.

Sabe-se como reconhecer que o indivíduo está forçando a barra na postura anti-Globo, tirando aqueles que têm amigos ou familiares trabalhando em veículos concorrentes desse império midiático. Algumas dicas podem ser úteis:

1) Seu comportamento é bastante convencional, demais para quem se acha um rebelde midiático. Além disso, se ele adota alguns jargões muito usados na TV Globo (como as gírias "balada" e "galera") e compartilha dos valores culturais difundidos pela emissora, então não há como levar a sério essa postura "anti-global";

2) Em alguns casos, além de ser convencional, é fanfarrão e esconde, no seu jeito "irreverente", uma postura radicalmente conservadora. Pode um dia se passar por "esquerda-liberal" e se esconder em comunidades tipo "Eu Odeio Acordar Cedo" do extinto Orkut, mas tempos depois estará nas primeiras fileiras das passeatas por causas direitistas.

3) Os comentários e posturas contra a Globo são absolutamente clichês. Imitam feito papagaios apenas algumas ideias bastante conhecidas ou frases e símbolos das posturas anti-Globo. Demonstram não ter a maior criatividade e parecem mais surfar na onda alheia.

Pelo menos, com estas dicas básicas, pode-se verificar a farsa. Afinal, se tem tanta gente repudiando a Rede Globo, por que ela, por mais que esteja perdendo audiência, ainda se mantém de pé? Sinal de que tem muita gente forjando protesto só para se atirar para a plateia.

Comentários