TEATRO, TV TUPI E MPB: UM GRANDE MISTÉRIO PARA SE RESOLVER

Saiu de moda o processo de garimpagem e pesquisar, na Internet, virou um processo árduo de coleta de dados, em que só se dão bem aqueles que colhem informações sem qualquer profundidade.

Se vimos o caso do Volante da Pallut, sucesso da Rádio Continental e dos primórdios da TV Continental, de repente passar a ser transmitido pela TV Tupi carioca em 1961 e não haver dados a respeito, um caso mais intrigante está relacionado à essa imagem.

Nela há o anúncio de uma peça musicada programada para ser transmitida na noite do dia 05 de abril de 1961, no canal 6 (TV Tupi do Rio de Janeiro). Sem dar detalhes do nome da peça, ela menciona sua equipe, como o ator e diretor Fernando Amaral, o também ator e assistente de direção Perry Salles, o letrista Nelson Lins de Barros e o compositor Carlinhos Lyra (grafado Carlos Lira).

A peça não está creditada nas listas de programação que pesquisei e mostrei na postagem anterior, nem aparece nas listas de teleteatros colhida por pesquisadores da TV Tupi e publicadas em ordem cronológica e crédito de datas.

Eu tentei escrever até para o jornalista Artur Xexéo e coloquei postagem no Facebook tentando resolver a dúvida. Nada aconteceu. A peça foi anunciada com um certo destaque no Correio da Manhã (da citada data de 05.04.1961) mas a mesma não deixou qualquer rastro histórico. Por que será?

Infelizmente, o Brasil está no auge de seus vícios, como o "jeitinho brasileiro", a "memória curta" e o "complexo de vira-lata". As pessoas estão tão acostumadas com esses vícios que nem se dão conta de sua existência e seu apogeu. E isso afeta a preguiça de pesquisar e garimpar, diante da satisfação de muitos por pouco.

É lamentável. Poderíamos nos aprofundar nas pesquisas sobre a rica década de 1960, em vez de ver pessoas, de maneira tão submissa e tola, se contentarem em dar informações genéricas sem se preocupar a respeito do ano exato de cada evento, foto ou documento.

Essa preguiça é grave porque a misteriosa peça poderia ser um histórico evento sobre Música Popular Brasileira e suas relações com teatro e televisão, dentro de um contexto em que a Bossa Nova estava no auge e essa geração de jovens artistas se comprometia em valorizar as raízes musicais do Brasil. Alguém precisa desvendar este mistério.

Comentários