A AGRESSÃO DOS "COXINHAS" A LETÍCIA SABATELLA


Fiz duras críticas a Letícia Sabatella, quando ela apareceu embriagada certa vez.

Confesso que fiquei aborrecido com o incidente, ante o "deitaço" de vários adeptos da bebedeira.

Vieram os chamados "quenuncas", gente que adora fazer apologia ao erro.

Mas pelo jeito tudo passou e creio que Letícia deve ter tido autocrítica.

No fundo, admiro muito ela e fiquei chocado então com o incidente.

Mas as críticas nunca foram para desqualificá-la. Acho ela muito talentosa e, como ativista, admito sua coragem em muitas situações.

Tanto que agora me ponho em solidariedade a ela.

Numa manifestação de direitistas pelo "fora presidenta dilma vez", um vídeo com Letícia Sabatella dizendo que os "coxinhas" não estão sendo democráticos foi duramente atacado.

Uma outra mulher falou: "Comunista, cria vergonha. Nossa bandeira jamais será vermelha. Sem vergonha, acabou a mamata pra vocês. Chora petista".

Outro homem gritou contra a imagem da atriz no vídeo: "Puta". Uma outra pessoa gritou para este homem; "Isto é misógino".

Letícia, mineira que viveu na capital paranaense, é uma das celebridades que protestam contra o golpe político dos últimos meses e a parcialidade da Justiça com a Operação Lava-Jato.

Curitiba é sede da Justiça Federal responsável pelo caso e na capital paranaense trabalha o juiz Sérgio Moro.

A manifestação contra Letícia Sabatella foi durante um evento do movimento Vem Pra Rua, que ante a desistência do Movimento Brasil Livre e dos Revoltados On Line, foi organizar sozinho uma série de manifestações contra Dilma em todo o país.

Nos próximos dias, haverá uma manifestação contra o governo Temer e pela volta de Dilma, o "Circo pela Democracia", a ser realizado em todo o país.

Organizadores pedem reforço na segurança para evitar os ataques promovidos pela direita.

Fica aqui a solidariedade a Letícia Sabatella e todos que trabalham por um Brasil democrático e menos temeroso.

Comentários